quarta-feira, 16 de agosto de 2017

JOGOS AO VIVO: BOTAFOGO x FLAMENGO e RODADA COMPLETA



Programação de hoje: 



Os canais mostram a programação normal e os jogos anunciados só entram próximo do seu início.

1. Clique no link dos canais.

2. Feche as janelas de propaganda clicando no [X] e assista.

3. Se estiver no horário do jogo e na programação constar AGUARDE, clique em Atualizar Programação.

4. Se o canal pausar, reinicie a página.

*Mantenha seu anti-virus atualizado, pois os canais de futebol grátis geralmente são mais vulneráveis a ataques. 

Baixe agora o App BotafogoDePrimeira para seu celular e fique por dentro das últimas notícias do Fogão, sem custos, em: http://app.vc/botafogodeprimeira?

Link alternativo: http://felipaodf.blogspot.com.br/p/blog-page_8.h















terça-feira, 15 de agosto de 2017

Chegou a hora: confiante, Botafogo encara o Flamengo no jogo de ida pelas semifinais da Copa do Brasil




Decisão com clássico é melhor ainda! #VamosGanharFogo
(Botafogo de Futebol e Regatas)
Depois de vencer o Grêmio por 1 a 0 na abertura do returno do Brasileirão domingo passado no Nilton Santos, o Botafogo volta a campo nesta quarta-feira para o duelo contra o Flamengo pelas semifinais da Copa do Brasil no mesmo palco. Essa partida marca o jogo de ida com mando alvinegro enquanto o de volta está marcado para o Maracanã no próximo dia 23, no mesmo horário e mando rubro-negro.

Em razão desse importante compromisso pela Copa (a muito tempo cobiçada e muito próxima de ser conquistada), o Glorioso encarou o Grêmio com um time alternativo reforçado por três titulares: Gatito Fernandez, Matheus Fernandes e Bruno Silva. Renato também preservou os titulares para o jogo contra o Cruzeiro pela CdoB.

Essa mesma estratégia foi utilizada por Jair para o jogo contra o Cruzeiro (0 a 0), às vésperas do importante compromisso contra o Nacional-URU pela Libertadores. E deu muito certo já que, descansado, o time fez um excelente jogo no Nilton Santos e conseguiu a sonhada classificação para as quartas de final da competição, fase na qual vamos encarar o Grêmio que acabamos de vencer pelo Brasileirão. O primeiro jogo está programado para o Nilton Santos e o segundo para a Arena já que o adversário fez melhor campanha na fase anterior. As datas ainda não foram definidas pela CBF.


Veja a maratona de jogos programados para esse mês:


02/08 - CAMPEONATO BRASILEIRO (21:45)
BOT 1×2 PAL

06/08 - CAMPEONATO BRASILEIRO (16:00)
CRU 0×0 BOT

10/08 - TAÇA LIBERTADORES (19:15)
BOT 2×0 NAC

13/08 - CAMPEONATO BRASILEIRO (19:00)
BOT 1×0 GRE

16/08 - COPA DO BRASIL (21:45)
BOT  ×  FLA

20/08 - CAMPEONATO BRASILEIRO (11:00)
PON  ×  BOT

23/08 - COPA DO BRASIL (21:45)
FLA  ×  BOT


Clique e veja a tabela completa com todas as rodadas até o fim do Brasileirão: TABELA DO BRASILEIRÃO 2017 (JOGOS DO BOTAFOGO)


Veja quais eram as nossas expectativas para a partida de abertura do 2o. turno na resenha de pré-jogo: Passada a euforia pela vitória na Libertadores, Botafogo recebe o Grêmio no NS precisando pontuar no Brasileirão...


Gatito pegou mais um pênalti, com esse, são 7 no ano? Ele é o
 melhor pegador do Brasil também #oMelhorTimeÉoSeu
#NossoFutebol (Canal Premiere)
Mesmo com um time formado essencialmente por reservas, o Bota partiu com tudo pra cima do adversário, propôs o jogo e voltou a vencer no Brasileiro depois de cinco jogos numa sequência muito ruim na competição. Foram três empates fora e duas derrotas em casa.

Leandrinho voltou ao time com nova função, jogando mais recuado do que de costume, e fez uma excelente partida flutuando pelo meio, quase como um terceiro volante que chegava de surpresa na área do inimigo. Foi dele o gol único da partida marcado com categoria aos seis minutos de jogo após uma boa trama do ataque alvinegro. Brenner recebeu na intermediária, reteve a bola com sabedoria e serviu a Leandrinho que aparecia bem na área. O meia deu um leve toque na saída de Paulo Victor e a bola morreu mansa nas redes.

O Grêmio demorou a reagir mas teve uma grande chance de igualar o marcador no fim do primeira etapa (43'). O lateral Marcelo Oliveira desperdiçou um pênalti duvidoso (o juiz marcou mão de Matheus Fernandes que estava na barreira) que Gatito defendeu jogando pra escanteio. Esse foi o sétimo pênalti defendido pelo goleiro alvinegro no ano em 12 cobranças. Uma marca invejável, não?


Hoje é mais um dia para jogarmos juntos nas arquibancadas e 
no campo! Clássico com segurança reforçada. É tudo nosso 
no Nilton Santos! (Botafogo de Futebol e Regatas)
O Grêmio voltou mais bem disposto para a etapa complementar. Criou dificuldades para Gatito mas não conseguiu vencer a meta alvinegra que foi bem protegida pela marcação eficiente de Marcelo e Emerson Silva.

Aos 19 minutos, o lateral Arnaldo, que voltava ao time depois de contusão, fez ótima jogada de infiltração. Partiu de seu campo e chegou cara a cara com o goleiro Paulo Vitor depois de passar por dois adversários. O goleiro gremista abafou a jogada se atirando nos pés do alvinegro instantes antes do arremate.

Aos 37 minutos, Guilherme desarmou Fernandinho e puxou o contra-ataque. Léo Valencia e Fernandes se colocaram para receber mas o atacante decidiu concluir em gol desperdiçando a jogada. Léo Valencia esteve na mesma situação e, individualista ao extremo, desperdiçou a melhor chance do Botafogo no segundo tempo. Reteve a bola em demasia, não serviu aos companheiros mais bem colocados e tropeçou na jogada bizarramente, fato que irritou muito o técnico Jair Ventura e a torcida. Nos acréscimos, o time ainda teve a chance de ampliar. Gilson recebeu de Bruno Silva e chutou forte com a bola raspando a trave defendida por Paulo Victor. Com tudo, a vitória foi confirmada ao final.

Sem poder contar com os novos contratados que chegaram depois do início da disputa (Arnaldo, Marcos Vinícius, Brenner e Léo Valencia) mas com a maioria dos titulares descansados, Jair não revelou a equipe que sai jogando mas deve mandar a campo o time que a torcida já sabe de cor e salteado. Ou você espera surpresas a essa altura da disputa?

Isso quer dizer que deveremos ter em campo Gatito Fernandez, Luis Ricardo, Joel Carli, Igor Rabello e Victor Luis; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, Bruno Silva e João Paulo; Rodrigo Pimpão e Roger.

O adversário deve estrear o técnico colombiano Reinaldo Ruedas, um velho conhecido de Jair Ventura que o venceu duas vezes na fase de grupos da Libertadores quando ele ainda treinava o Atlético Nacional-COL. O experiente Ruedas chega recomendado pelo título de campeão do torneio continental, no ano passado.

A torcida alvinegra atendeu ao chamado do clube que, sensibilizado pelo apoio demonstrado ao longo da temporada, colocou ingressos para o Clássico com preços populares em todos os setores do estádio, inclusive para a cota de 10% destinada ao adversário. Cerca de 30 mil alvinegros devem empurrar o time para a vitória no estádio, com direito a mosaico e festa na recepção dos jogadores em campo.

Vamos que a hora é essa... Faz tempo que não chegamos tão perto de uma conquista dessa magnitude. Precisamos coroar esse momento com um título nacional!


FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO-RJ X FLAMENGO-RJ


Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 16 de agosto de 2017 (Quarta-feira)
Horário: 21h45 (de Brasília)

Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS)

BOTAFOGO:
Gatito Fernández, Luis Ricardo, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Matheus Fernandes e João Paulo; Rodrigo Pimpão e Roger
Técnico: Jair Ventura

FLAMENGO: Alex Muralha, Pará, Rever, Juan e Miguel Trauco; Márcio Araújo, Willian Arão, Diego e Everton; Orlando Berrío e Felipe Vizeu
Técnico: Reinaldo Rueda


Saudações a todos e fiquem à vontade para comentar


Por @FelipaoBfr/Botafogodeprimeira.com

sábado, 12 de agosto de 2017

Passada a euforia pela vitória na Libertadores, Botafogo recebe o Grêmio no NS precisando pontuar no Brasileirão





De volta ao Brasileirão! Domingo é mais um dia de jogar junto
com o Fogão! #PraCimaFogo (Botafogo de Futebol e Regatas)
E o dia mais aguardado do ano pelo torcedor botafoguense começou e terminou em festa no Niltão. Mais de 40 mil presentes  - novo recorde de público do ano no estádio - vibraram do começo ao fim do jogo com a vitória inquestionável do Botafogo sobre o Nacional-URU - três vezes campeão da Copa Libertadores -, por 2 a 0.

Com o resultado, o Glorioso de General Severiano, que completa neste sábado, 113 anos de futebol, passou de fase e encara o Grêmio em dois jogos pelas quartas de final da competição. O primeiro no Nilton Santos e o segundo na Arena já que o adversário fez melhor campanha na fase de grupos. As datas ainda não foram definidas pela CBF.

O agora conhecido como "Exterminador de Campeões da América" cumpre uma trajetória edificante desde o começo da competição iniciada em 1o. de fevereiro. Estreou contra o Colo-Colo-CHI na fase preliminar e avançou. Topou com o Olímpia-PAR na seguinte e ganhou a chance de disputar a sonhada fase de Grupos. Lá, como gigante, encarou o Estudiantes-ARG e Atlético Nacional-COL (o Barcelona-EQU se classificou em segundo nesse Grupo mas, assim como o Botafogo nunca venceu a Copa) e chega agora em agosto eliminando o Nacional-URU. E a saga não termina aqui já que o Grêmio, assim como os outros, já levantaram a Copa algumas vezes. O Botafogo é o primeiro time a eliminar cinco campeões da Libertadores numa mesma edição. Cinco, e contando...


Te amo, BOTAFOGO! Obrigado a todos que jogaram junto! 
Vamos fortes até o fim! #Classificado#NãoSeCompara
Surpreendentemente, os comandados de Jair, a quem bastava um empate para passar de fase, construíram uma vitória nos primeiros cinco minutos de jogo com gols de Bruno Silva e Pimpão.

Gols tão rápidos que surpreenderam a todos. Muitos que ainda não haviam entrado no estádio e a maioria que ainda estava entorpecida com a festa, simples mas majestosa, preparada pela diretoria e Organizadas. Tivemos mosaicos, bandeirinhas, bandeirões, chuva de papel e fogos na recepção dos jogadores.


O Bota começou o jogo ligado no 220v e abriu o placar aos dois minutos com Bruno Silva escorando de cabeça uma cobrança aberta de escanteio bem executada de João Paulo. Uma típica jogada que só dá certo com muito ensaio e talento.

A euforia da torcida foi tanta que contagiou o time em campo. E o segundo não demorou a sair. Três minutos após o primeiro, Pimpão aproveitou a bobeira do zagueiro Rogel ao atrasar uma bola fácil para o goleiro. Rápido e decidido, o atacante atacou a bola com um carrinho que mansamente cruzou a linha do gol pra delírio da torcida e jogadores. Um gol que bem traduz a trajetória do Botafogo na competição; um misto de raça, vontade e disciplina tática que geralmente começa nas roubadas de bola na intermediária, evolui com rapidez para o ataque em contra golpes, não raro, mortais para o adversário. Com esse gol de oportunismo, Pimpão igualou a marca de Jairzinho e Dirceu como maiores artilheiros do Botafogo na Libertadores.

Era tudo que precisávamos - o placar agregado estava em 3 a 0 pra gente e jogávamos em casa diante da torcida. Mas essa vantagem conseguida de forma tão rápida não combinava muito com o espírito precavido do torcedor botafoguense padrão. Jamais pensaríamos encontrar tal facilidade num jogo decisivo nessa competição.

Com a vantagem ampliada em escala inimaginável, o Botafogo respirou mas não tirou o pé. Controlou o jogo o tempo todo e teve mais chances de ampliar a vantagem do que o Nacional de diminuir a diferença, principalmente no meio do segundo tempo com a entrada de Guilherme na vaga de Pimpão (um dos heróis do jogo) que deixou o campo exausto.

As tentativas dos uruguaios, geralmente bolas cruzadas sobre a área, encontravam nossa zaga quase sempre bem postada. Uma ou outra que sobrou para os atacantes adversários, Gatito apareceu bem para afastar ou fazer a defesa.

A partida era perfeita para os alvinegros até que, sem alternativa no jogo, os uruguaios começaram a apelar para a violência. Por jogadas desleais e desclassificantes, Polenta e Rodríguez foram expulsos com justiça mas o árbitro se perdeu no fim do jogo ao expulsar Victor Luis quando esse era a vítima. O clima esquentou e refletiu na torcida visitante que passou a quebrar cadeiras no seu setor e arremessar em direção campo. A polícia agiu a contento. Conteve o tumulto e deteve os arruaceiros. No balanço, cerca de 220 cadeiras foram danificadas e, num acordo entre os clubes, o prejuízo de 60 mil reais foi ressarcido. 

Com o apito final, torcida e jogadores entraram em êxtase. Pimpão, Luis Ricardo, Roger e Bruno Silva se dirigiram à torcida e empunharam as bandeiras das organizadas numa comunhão inédita com a torcida.

Passada a euforia da classificação em casa, o Botafogo volta as atenções novamente para o Brasileirão onde enfrenta o Grêmio no estádio Nilton Santos, às 19h, abrindo o returno da competição. O mesmo Grêmio que enfrentara na Libertadores buscando vaga nas semifinais da competição.


Veja a maratona de jogos programados para esse mês: 

02/08 - CAMPEONATO BRASILEIRO (21:45)
BOT 1×2 PAL

06/08 - CAMPEONATO BRASILEIRO (16:00)
CRU 0×0 BOT

10/08 - TAÇA LIBERTADORES (19:15)
BOT 2×0 NAC

13/08 - CAMPEONATO BRASILEIRO (19:00)
BOT × GRE

16/08 - COPA DO BRASIL (21:45)
BOT × FLA

20/08 - CAMPEONATO BRASILEIRO (11:00)
PON × BOT

23/08 - COPA DO BRASIL (21:45)
FLA × BOT


Clique e veja a tabela completa com todas as rodadas até o fim do Brasileirão: TABELA DO BRASILEIRÃO 2017 (JOGOS DO BOTAFOGO)


No domingo passado, o time empatou em 0 a 0 com o Cruzeiro em Belo Horizonte com uma equipe alternativa reforçada por Gatito, Lindoso e Bruno Silva. Com vontade e aplicação tática, o time segurou o adversário e colheu um bom resultado dentro das circunstâncias que envolviam o jogo.

Dos últimos cinco resultados no Brasileiro (duas derrotas em casa e três empates fora) esse, no Mineirão, foi o único aceitável na sequência. O time foi guerreiro. Aguentou o tranco durante 95 minutos e quase volta ao Rio com os três pontos na mochila.


Veja as expectativas para a partida decisiva na resenha de pré-jogo: Por vaga nas quartas da Libertadores, Botafogo recebe o Nacional num Nilton Santos lotado


Tabela (2a.parte) atualizada após o fim do 1o. turno. Com o
 empate contra o Cruzeiro, o Botafogo soma 25 pontos
 e ocupa a 11a. posição. (Arte: SporTV
O Botafogo encerrou o primeiro turno com 25 pontos, na 11a. posição e vai precisar melhorar o rendimento se quiser repetir a campanha do ano passado quando, numa arrancada significativa no segundo turno, saiu da zona de rebaixamento e atingiu o G-6, garantindo vaga na primeira fase da Libertadores.

O aproveitamento caiu para 43,9%, abaixo do esperado mesmo com o time lutando em três frentes de disputa: Liberta, CdoB e Brasileiro. Foram seis vitórias (quatro em casa e duas fora), sete empates (dois em casa e cinco fora) e seis derrotas (três em casa e três fora) no primeiro turno.

Passado o sufoco contra o Cruzeiro e a grande vitória sobre Nacional pela Liberta, o Botafogo vai ter que se reinventar mais uma vez já que na próxima quarta-feira teremos outra parada indigesta e Jair precisara poupar alguns titulares e escalar um time alternativo. Começa a disputa das semifinais da Copa do Brasil contra o Flamengo, nosso arquival dos últimos tempos. O jogo de ida será no Nilton Santos e o de volta, antes marcado para o Luso-Brasileiro, na Ilha, será disputada no Maracanã com o mando do adversário.


Grêmio está na frente! Mas será que esses números interferem 
dentro de campo? (Canal Premiere)

Na história dos confrontos entre as equipes no Brasileirão, Botafogo e Grêmio Cruzeiro já se enfrentaram 54 vezes com vantagem pros gaúchos. São 21 vitórias para o Tricolor contra 17 para o Alvinegro, e 16 empates. O Grêmio marcou 70 gols enquanto o Botafogo, 61.

Sendo assim, contra os comandados de Renato poderemos ver um time formado por: Jefferson, que ficou no banco na quinta-feira e deve assumir a vaga de Gatito; Arnaldo, que voltou a treinar com o grupo essa semana; Marcelo e Emerson Silva no miolo da zaga e Gilson na lateral-esquerda. 
No meio de campo é que residem as maiores preocupações. Sem reservas à altura ou com jogadores que foram agregados recentemente ao grupo, Jair terá que quebrar a cabeça para montar um quarteto competitivo para parar a máquina gremista. Se não vejamos: se poupar os quatro titulares da posição - Lindoso, Matheus Fernandes, Bruno Silva e João Paulo -, o treinador terá que se virar com Fernandes, que não joga a muito tempo e é uma eterna incógnita; Leandrinho, que passou longo tempo contundido, não vem sendo utilizado e está sem ritmo de jogo; Marcos Vinicius que tem oscilado mas foi muito bem contra o São Paulo marcando dois gols enquanto teve fôlego; e a "estrela" Leo Valencia, que estreou contra o Palmeiras entrando no decorrer da partida mas não repetiu a boa atuação contra o Cruzeiro, frustrando a torcida. Duddu Cearense está suspenso.

Na frente parece que não há dúvidas com Guilherme em boa fase pelos flancos e Brenner, que vem se ambientando, na função exercida pelo Roger. Vamos torcer!


FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO-RJ X GRÊMIO-RS


Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 13 de agosto de 2017 (Domingo)
Horário: 19h(de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (Fifa-MT)
Assistentes: Eduardo Goncalves da Cruz (MS) e Fabio Rodrigo Rubinho (MT)

BOTAFOGO: Jéfferson (Gatito), Arnaldo, Marcelo, Emerson Silva e Gilson; Matheus Fernandes, Bruno Silva, Leonardo Valencia e Marcos Vinícius (Leandrinho); Guilherme e Brenner
Técnico: Jair Ventura

GRÊMIO:
Paulo Victor, Leonardo(Edílson), Bressan, Bruno Rodrigo e Marcelo Oliveira; Jailson, Michel, Léo Moura, Lincoln e Fernandinho; Everton
Técnico: Renato Portaluppi

Saudações a todos e fiquem à vontade para comentar

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Por vaga nas quartas da Libertadores, Botafogo recebe o Nacional num Nilton Santos lotado





Botafogo x Nacional-URU no Nilton Santos
(Imagem WS design)
HOJE, quinta-feira, é o dia mais aguardado do ano pelo torcedor botafoguense. Num Nilton Santos repleto de alvinegros, o Botafogo recebe, às 19h15, o Nacional do Uruguai no jogo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores. A disputa vale vaga na próxima fase e o classificado encara o Grêmio nas quartas da competição.

O Botafogo joga com a vantagem do empate por ter vencido o primeiro jogo em Montevidéu (1 a 0 - gol de João Paulo), mas o Nacional é mais um gigante* do continente a cruzar o nosso caminho e a tarefa não vai ser tão fácil como alguns estão apregoando. Recomenda-se cautela e concentração nessas situações, ainda mais em se tratando de Botafogo.

*Já passamos por Colo-Colo-CHI e Olímpia-PAR na fase classificatória e deixamos para trás Estudiantes-ARG, Atlético-COL e Barcelona-EQU que passou às quartas vencendo o Palmeiras ontem na disputa de pênaltis, na fase de grupos.

No domingo passado, o time empatou em 0 a 0 com o Cruzeiro em Belo Horizonte. Em razão do compromisso pela Liberta, Jair mandou a campo uma equipe alternativa reforçada por Gatito, Lindoso e Bruno Silva. Com vontade e muita aplicação tática, o time segurou o adversário e colheu um bom resultado dentro das circunstâncias que envolviam a partida.

Dos últimos cinco resultados (duas derrotas em casa e três empates fora) esse, no Mineirão, foi o que caiu melhor na avaliação do torcedor alvinegro. O time foi guerreiro. Aguentou o tranco durante 95 minutos e quase volta ao Rio com os três pontos na mochila.


Veja como foi a partida na nossa resenha de pós-jogo: Botafogo dá pausa no Brasileiro e concentra forças na Libertadores: Que venha o Nacional!


Tabela (2a.parte) atualizada após a 19a. rodada do Brasileirão.
 Com o empate contra o Cruzeiro, o Botafogo soma 25 pontos
 e ocupa a 11a. posição. (Arte: SporTV
Os destaques da partida foram: Gatito Fernandez, pelas defesas e pela cera; Bruno Silva, pelo esforço e por ter peitado o desafeto Sassá mostrando o lugar dele na fila; e Guilherme, o fominha, pela lucidez incomum nesse jogo.

Com mais esse empate, o Botafogo encerrou o primeiro turno com 25 pontos, na 11a. posição. Antes, estava em oitavo.

O aproveitamento dos alvinegros caiu para 43,9%, abaixo do que era esperado mesmo com o time lutando em três frentes simultaneamente: Liberta, CdoB e Brasileiro. Agora são seis vitórias (quatro em casa e duas fora), sete empates (dois em casa e cinco fora) e seis derrotas (três em casa e três fora) no Brasileiro.

Passado o sufoco de domingo e a pior sequência de resultados do time no Brasileirão, o Botafogo utilizou o pequeno intervalo entre as partidas para aprimorar a forma e se concentrar no grande objetivo do ano: seguir firme e forte na Libertadores, quem sabe até às finais.


Não se compara | Campanha institucional do Botafogo F.R. (Botafogo TV)


Um empate com qualquer placar hoje nos coloca entre os oito clubes mais bem ranqueados do continente sul-americano no ano e nas quartas da competição depois de 44 anos. Caso o resultado da primeira partida (1 a 0) se repita a favor dos Uruguaios, o dono da vaga será conhecido na disputa de pênaltis. Um vitória com placar superior a um gol, a vaga é deles.

Com não houve baixas contra o Cruzeiro, Gatito Fernandez, Rodrigo Lindoso e Bruno Silva estão garantidos para a partida. Recuperado de um edema na coxa, Jefferson voltou a treinar com o grupo mas deve começar o jogo no banco de reservas, fato inédito desde que voltou aos gramados no mês passado.

O lateral Luis Ricardo foi poupado no domingo e deve assumir a lateral direita normalmente, mesmo que não esteja ainda em plena forma. Dessa forma, Jair deixa de improvisar na posição. O mesmo deve acontecer com Victor Luis pela esquerda, que volta depois de descansar contra os mineiros. A dupla de zaga está confirmada com Carli e Rabello e, por opção tática do treinador, os dois Emerson's não foram relacionados para o jogo. Com apenas sete vagas disponíveis para o banco, Marcelo será o único suplente para a zaga.

Pelo meio, Matheus Fernandez e João Paulo reassumem as suas posições assim como Pimpão e Roger voltam a formar a dupla de ataque. Dessa forma, Leo Valencia, Marcos Vinícius e Brenner que enfrentaram o Cruzeiro, devem figurar no banco de reservas como opção.

Os ingressos destinados à torcida do Botafogo foram esgotados o que nos dá a perspectiva de um novo recorde de público no estádio esse ano. A carga total girou em torno de 44 mil ingressos e só restavam entradas para a torcida adversária (Ala Sul do estádio). Clube e torcidas organizadas se uniram para fazerem uma grande festa de recepção aos jogadores com mosaicos, adereços, chuva de papel picado e muitos fogos. Esperamos que o clima de otimismo permaneça durante todo o jogo e que a festa se repita ao final com a classificação do Botafogo.


FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO-BRA X NACIONAL-URU


Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 10 de agosto de 2017 (Quinta-feira)
Horário: 19h15(de Brasília)
Árbitro: Wilmar Roldán (Colômbia)
Assistentes: Wilmar Navarro (Colômbia) e John Leon (Colômbia)

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Luis Ricardo, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Matheus Fernandes e João Paulo; Rodrigo Pimpão e Roger
Técnico: Jair Ventura

NACIONAL-URU:
Estebán Conde, Jorge Fucile (Felipe Carballo), Agustín Rogel, Diego Polenta e Luis Espino; Diego Arismendi, Álvaro González e Sebastián Rodríguez; Tabaré Viudez, Sebastián Fernández e Rodrigo Aguirre
Técnico: Martín Lasart


Saudações a todos e fiquem à vontade para comentar

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Botafogo dá pausa no Brasileiro e concentra forças na Libertadores: Que venha o Nacional!





Só pensamos na quinta-feira! #QueremosACopa 
(Botafogo de Futebol e Regatas)
Essa semana só queremos saber de Libertadores, mas dos últimos cinco resultados do Botafogo no Brasileiro, o empate contra o Cruzeiro no Mineirão foi o que caiu melhor na avaliação do torcedor alvinegro. O time misto formado por Jair pra esse jogo foi guerreiro. Aguentou o tranco durante 95 minutos e quase volta ao Rio com os três pontos na mochila.

Apesar de contar com um Emerson Silva lento e quase sempre atrapalhado dentro da área, com Dudu Cearense vestindo a camisa 10 (uma heresia) e postado à frente dos zagueiros, Brenner e Leo Valencia desentrosados e ainda sem ritmo de jogo, fizemos frente ao "poderoso" Cruzeiro de Sobis e Thiago Neves, ditos "jogadores de verdade" por Sassá que foi defenestrado do Alvinegro e encontrou guarida no clube mineiro. Respeita porra, aqui não!

Dos titulares que viam atuando, apenas Gatito Fernandez, Rodrigo Lindoso e Bruno Silva começaram a partida em BH.

Hoje, para contar a história do jogo, vou me servir dos comentários dos @s seguidores e dos que sigo no twitter, com tiradas bem humoradas e outras um tanto quanto profundas. Se não vejamos:


Resultado do jogo de encerramento do 1o. turno entre
 CRUZ x BOT - 19ª rodada do Brasileirão. 
(Fox Sports Brasil‏
Mal começou o jogo e já tivemos: - Todo jogo é preciso um milagre de Gatito e um impedimento de Roger no início. O primeiro já foi (Roger não estava em campo)...

Certeza que Dudu Cearense foi escalado hoje só pra dar porrada no Sassá... - Quero ver a porradaria entre ele e o Dudu... - Dudu x Sassá tá mais animado do que o próprio jogo: Amarelo para os dois, por reclamação... O jogo? segue 0 a 0...

-Sassá x Bruno Silva, acabou o amor... - Quase metade do primeiro tempo e o Botafogo segue sem assustar o goleiro Fábio...

- Guilherme e Leo Valencia foram cassados no primeiro tempo. O gringo acabou levando amarelo num carrinho perigoso na intermediária... - Apagado, Leo Valencia teve a melhor chance do primeiro tempo ao puxar um contra-ataque mas se enrolou com a bola, não passou para Guilherme bem colocado e perdeu o lance... - Guilherme sentiu na pele como é não receber bola livre pra marcar um gol... Valencia, em vez de tocar pro Guilherme, resolveu homenagear o Sassá e foi fominha no lance...

- O teor, volume e frequência dos xingamentos para Valencia foi o mesmo se fosse o Guilherme a perder... Era um jogo muito difícil e as oportunidades eram raras. Jair precisa chamar a atenção do jogador... - O Botafogo aguentou a pressão do Cruzeiro. Mas era pra virar o primeiro tempo com 1 a 0...

- Leo Valencia, deixa eu te contar uma coisa: o Botafogo do Jair cria pouco mas não desperdiça contra-ataques. Procure saber e melhore!

Fomos para o intervalo e mal começou o segundo tempo sem que Jair tenha feito uma substituição - O Jair demora a mexer. Será que tá se poupando para quinta-feira?

Dudu Cearense, no auge da sua lerdeza, foi sem dúvidas o mais cornetado: - Dudu Cearense precisa ser estudado. O time num sufoco danado, rouba a bola e ele entrega novamente pro adversário na frente da nossa área... - Alguém tira o Dudu do time... Coloca ele pra tirar foto dos jogadores, de Adm das redes sociais pra falar Acá no, sei lá!

Começa o segundo tempo e Guilherme, mostrando não ser fominha como dizem, acelera no contra-ataque e passa para Valencia que pisa na bola de novo e perde a posse... Ah Valencia...

- Só Marcou Vinícius salva... Finalmente ele entrou substituindo Leo Valencia... Pela lei do Ex, quem sabe não faz um gol? - Leo Valencia não foi bem, perdeu algumas chances de brilhar nos contra-ataques, mas vamos ter paciência. Muito cedo para cornetar...

- Faltando 25 minutos pro final, vai ser um perde-e-ganha dentro da nossa área (tal era a pressão do Cruzeiro no segundo tempo) que só São Nilton Santos para nos proteger...

- Ninguém viu o Brenner no jogo. Só na hora que o Tanque o substituiu... - Pra manter o moral, Gatito salta espetacularmente na bola e impede que ela entre no gol. Isso com o lance paralisado pela arbitragem que assinalou impedimento de Sassá...

- O jogador do Cruzeiro cabeceia e a bola encontra o pé da trave... A zaga do Botafogo ficou olhando mas o lance estava valendo... - O Gatito é tão p... que até distraído ele defende...

- Ocorrência: Renan Fonseca entrou. Isso depois de ficar quatro meses fora só cozinhando o galo e se divertindo no Rio... Emerson, amarelado deixou o campo e Marcelo foi deslocado para a lateral direita...

- O sufoco era grande no finalzinho mas a melhor chance de abrir o placar parou nos pé de Marcos Vinícius que chutou pra fora a melhor chance do Botafogo no jogo... - O jogador não honrou o passe certeiro de Guilherme, coisa rara de se ver... - O grito de Gol ficou engasgado...

-Estávamos passando um perrengue danado para sustentar o placar diante de um bombardeio doido dos cruzeirenses, mas as duas melhores chances de marcar foram do Botafogo com Valencia no primeiro tempo e M. Vinícius no segundo... - Ah, a bola deles na trave foi acaso que a divina providência se incumbiu de aliviar...

Fim do jogo!

- No final era consenso que, poderíamos ter vencido mas, dado a escalação e considerando que tivemos, Dudu Cearense e Renan Fonseca (nem tanto) em campo (acrescentaria na categoria, os dois Emerson's), o empate foi de bom tamanho...

- Um empate fora, com os reservas, diante do Cruzeiro de Mano, o técnico mais chorão com arbitragem do primeiro turno... - Vamos valorizar o empate, até porque o nosso foco é outro... Quinta-feira tem Libertadores e vamos com tudo...

- Destacamos na rodada: mais uma derrota do SP para nos provar que o Botafogo jogou fora os três pontos da partida contra eles no último sábado...

Ah, ia esquecendo. O rei dos Corneteiros registrou a boa partida do lateral Gilson, que merece uma renovação: é um bom reserva... - Olho nele Seu Lopes...

- Os melhores de ontem, me perguntaram? Respondi: - Gatito Fernandez pelas defesas e pela cera; Bruno Silva pelo esforço e por ter peitado o desafeto Sassá mostrando o lugar dele na fila; e Guilherme pela lucidez incomum no jogo de hoje (só hoje)...


Tabela (2a.parte) atualizada após a 19a. rodada do Brasileirão.
 Com o empate contra o Cruzeiro, o Botafogo soma 25 pontos
 e ocupa a 11a. posição. (Arte: SporTV
Com mais esse empate, o terceiro nos últimos cinco jogos, o Botafogo encerrou o primeiro turno com 25 pontos na 11a. posição, longe da zona de classificação para a Liberta. Antes do término da rodada, ocupava a oitava posição.

O aproveitamento dos alvinegros antes do último confronto do turno era de 44,4% e caiu para 43,9%, abaixo do que esperávamos mesmo com o time lutando em três frentes simultaneamente: Liberta, CdoB e Brasileiro. Agora são seis vitórias (quatro em casa e duas fora), sete empates (dois em casa e cinco fora) e seis derrotas (três em casa e três fora) no Brasileiro.

Antes da partida, já prevíamos dificuldades, já que enfrentaríamos o Cruzeiro, um concorrente direto à vaga na Liberta, jogando na sua casa, com um time alternativo. Veja o nosso post de pré-jogo: Com um time alternativo, Botafogo visita o Cruzeiro para voltar a pontuar no Brasileirão...

A Raposa ocupa a sétima posição com 27 pontos, um a menos do que o Sport, o sexto colocado.


Veja a maratona de jogos que cumpriremos nesse mês: 

02/08 - CAMPEONATO BRASILEIRO (21:45)
BOT 1×2 PAL

06/08 - CAMPEONATO BRASILEIRO (16:00)
CRU 0×0 BOT

10/08 - TAÇA LIBERTADORES (19:15)
BOT × NAC

13/08 - CAMPEONATO BRASILEIRO (19:00)
BOT × GRE

16/08 - COPA DO BRASIL (21:45)
BOT × FLA

20/08 - CAMPEONATO BRASILEIRO (11:00)
PON × BOT

23/08 - COPA DO BRASIL (21:45)
FLA × BOT


Clique e veja a tabela completa com todas as rodadas até o fim do Brasileirão: TABELA DO BRASILEIRÃO 2017 (JOGOS DO BOTAFOGO)


Até o inverno já chegou e a quinta-feira não chega. No Niltão 
lotado vai ser "Dracarys" neles! #EntendedoresEntenderão  
Passado o sufoco do jogo e a pior sequência de resultados no Brasileirão no fechamento do turno, o Botafogo agora concentra suas forças naquele que é o jogo mais importante do ano (para alguns, dos últimos dez, quinze, vinte anos...), contra o Nacional do Uruguai que pode nos colocar entre as oito clubes mais bem posicionados no ranking do continente sul-americano no ano, classificados para a disputa de quartas de final da Libertadores da América. Basta, para isso, que o Alvinegro empate a partida. Caso o resultado da primeira partida (1 a 0) se repita a favor dos Uruguaios, o dono da vaga será conhecido na disputa de pênaltis. Um vitória por placar por dois gols ou mais de diferença, dá a classificação ao Nacional.

Com não houve baixas contra o Cruzeiro, Gatito Fernandez, Lindoso e Bruno Silva estão garantidos no time que vai à luta contra o Nacional. O lateral Luis Ricardo foi poupado do jogo e deve reaparecer pela direita caso Jair se convença que não deve mais improvisar na posição. O mesmo deve acontecer com Victor Luis pela esquerda que também descansou. Pelo meio, Matheus Fernandez e João Paulo reassumem normalmente as suas posições assim como Pimpão e Roger que voltam a formar a dupla de ataque. Dessa forma, os meias Leo Valencia e Marcos Vinícius, e o atacante Brenner retornam ao banco de reservas onde ficam como opção.

A julgar pela movimentação da torcida para o jogo, deveremos ter um novo recorde de público no estádio esse ano. Hoje pela manhã restavam apenas 700 ingressos disponíveis para venda de uma oferta inicial de 40 mil.

Após o curto descanso da viagem à Belo Horizonte, o grupo voltou a se reunir na tarde de segunda-feira, no campo anexo do estádio Nilton Santos, para treinos específicos. Os jogadores que não viajaram foram a campo e, comandados por Jair, treinaram finalizações com cruzamentos pelas pontas. Os que enfrentaram o Cruzeiro participaram de atividades regenerativas na academia. O goleiro Jefferson treinou normalmente e deve ser relacionado para o jogo. Jair Ventura deve mandar a campo a força máxima a partir da base relacionada acima.

As novidades ficaram  por conta da presença do lateral Arnaldo que, liberado pelo DM, trabalhou a parte física e pode ser relacionado para o jogo e de Airton que subiu ao campo e participou de atividades específicas na caixa de areia.

O elenco volta a treinar na tarde desta terça-feira, visando o duelo contra o Nacional-URU, na quinta, às 19h15, no Niltão apinhado de gente.


Saudações a todos e fiquem à vontade para comentar